British Horseracing Authority lança recurso online para apostas mais seguras

This post is also available in: English (Inglês)

A instituição de caridade Racing to School uniu-se à British Horseracing Authority (BHA) para lançar o Racing2Learn, um recurso online que visa promover apostas mais seguros nas disputas de corridas de cavalos.

Coincidindo com a Safer Gambling Week (Semana de Jogo Seguro), o novo mecanismo de aprendizagem terá como foco a promoção do jogo responsável para a próxima geração. O módulo Racing2Learn também abordará a relação dos jovens com as apostas.

O curso online gratuito tem como objetivo repassar informações sobre as regras da BHA sobre jogos e as apostas esportivas, bem como fornecer uma visão geral sobre a questão mais ampla do jogo problemático.

Os participantes também recebem indicações de uma série de organizações que oferecem apoio às pessoas afetadas por vícios ou danos relacionados ao jogo.

British Horseracing Authority apoia jogo responsável

“A nossa instituição é grata a British Horseracing Authority por apoiar este trabalho, que acreditamos ser uma pequena oportunidade para as corridas tomarem uma posição sobre as questões relacionadas ao jogo seguro e responsável”, disse o CEO do Racing to School, John Blake.

Blake acrescentou: “A ideia era que o curso servisse como um lembrete em torno das diretrizes que servem à integridade do esporte, bem como ir além disso, provocando alguma reflexão sobre o impacto do jogo na sociedade em geral”.

Will Lambe, o diretor executivo da British Horseracing Authority, também se manifestou sobre a parceria: “O jogo responsável é um tópico importante para o nosso esporte e a nossa indústria. A educação pode ser uma ferramenta de grande influência para garantir que aqueles que apostam nas corridas britânicas façam de forma segura”.

Lambe ainda frisou que “temos a sorte de ter Racing2Learn como um recurso, fornecendo oportunidades de aprendizado remoto aprofundadas em diversas áreas, e eu encorajaria todos os interessados ​​a explorá-lo cada vez mais”.

This post is also available in: English (Inglês)