Acordo da SELAE e LaLiga Gera Polêmica no Setor de Jogo da Espanha
Foto: LaLiga Twitter

This post is also available in: English (Inglês)

O Decreto Real de Comunicação Comercial das Atividades de Jogo pode entrar em vigência neste mês na Espanha. A medida impediria o apoio de empresas da área de apostas esportivas ao Campeonato Espanhol de Futebol, a LaLiga.

No entanto, a LaLiga, a Sociedade Estatal Loterias e Apostas do Estado (SELAE) e a Corporação Espanhola de Rádio e Televisão chegaram a um acordo recentemente. De acordo com o SBC Notícias, a SELAE será uma das parcerias da exibição dos melhores momentos das partidas da competição nacional, envolvendo times da 1ª e 2ª divisões.

O Comitê da SELAE também fechou contratos com a Federação Espanhola de Pelota por 35 mil euros e outro com a Real Federação de Tênis por 50 mil euros. Além disso, a entidade estabeleceu acertos com as Federações de Handebol (50 mil euros), Ginástica (35 mil euros), Hóquei (75 mil euros) e Natação (35 mil euros).

No entanto, esses vínculos geraram polêmica no segmento, uma vez que a Associação Espanhola de Jogos Digitais (Jdigital) – que engloba cerca de 80% dos operadores do país e tem suporte da EGBA (Associação Europeia de Jogos e Apostas) – afirmou que o Real Decreto é altamente prejudicial ao mercado privado de jogo.

Acordo da LaLiga e SELAE foi discutido na Summit Barcelona

“A ONCE (loteria espanhola) e a SELAE foram as únicas operadoras que não assinaram o Código de Conduta sobre Comunicação Comercial da Atividade de Jogo em junho de 2012 e que também não será contemplado no novo regulamento”, revelou Santiago Asensi, sócio-gerente da Asensi Advogados, no painel “Blackout publicitário, o que vai acontecer ao marketing em Espanha?”, que aconteceu na SBC Summit Barcelona – Digital.

“A indústria, obviamente, não vai aceitar este Decreto Real”, também sentenciou Andrea Vota, diretora geral da Jdigital, representante dos operadores de jogos da Espanha, ao revelar que existe embasamento para conduzir essas queixas a um debate no campo legal.

This post is also available in: English (Inglês)