Novo-aplicativo-Chronus-Sports-chega-ao-mercado-para-auxiliar-tecnicos-e-jogadores.jpg

Desenvolvido pela empresa franco-brasileira Mooh!Tech, o aplicativo Chronus Sports apresentará relatórios com atributos técnicos, de saúde e de reputação de jogadores, que poderão ser analisados por clubes e empresários.

A plataforma, lançada nesta semana, analisa vídeos de jogos televisionados e materiais enviados por atletas para extrair relatórios técnicos. A tecnologia foi projetada em parceria com as companhias Tribally, com sede nos Estados Unidos, e FootCoin, da Espanha.

O atual campeão brasileiro, Atlético-MG, e o atacante Hulk, destaque do futebol nacional, já confirmaram de maneira oficial que irão se cadastrar no Chronus Sports. O anúncio do jogador e do clube foi feito em parceria com a FootCoin, uma das investidoras do app.

O aplicativo é voltado para todo o mercado da bola e gera cards iguais aos games, estabelecendo um ranqueamento baseado nos atributos. Na prática, dirigentes, treinadores e empresários poderão acessar informações de jogadores, histórico de partidas, relatórios técnicos, condições físicas e ainda a imagem pública dos atletas.

Por meio de informações, o Chronus Sport Tech, que estará aberto para cadastros a partir do dia 10 de maio, traça perfis e rankings.

Indo ao encontro das novidades no mundo do futebol, o aplicativo também irá abordar o universo de criptoativos. Após a verificação dos perfis na plataforma, os jogadores também poderão gerar receitas ao comercializar seus cards como NFTs, de forma individual ou coletiva, em parceria com os clubes.

“O aplicativo chega para profissionalizar os processos de comparação entre atletas, além de trazer aspectos como as NFTs, tema relevante no futebol atual. Há também a função social, de dar visibilidade a atletas amadores, que atuam em ‘condições fantasmas’ e poderão cadastrar seus trabalhos para avaliação na plataforma. A ideia é revolucionar a relação entre atletas, clubes, dirigentes e empresários”, explica Everton Cruz, CEO da Mooh!Tech.

O técnico Abel Ferreira, do Palmeiras, já afirmou publicamente que utiliza o jogo “Football Manager” para avaliar jogadores adversários e aprovar contratações.

O português declarou que as estatísticas do game se aproximam muito da realidade, e fornecem relatórios físicos, técnicos e mentais sobre os jogadores. Outros nomes do futebol mundial como José Mourinho e Felipe Melo também assumiram que jogam com frequência o Football Manager.

José Rozinei Da Silva, investidor da FootCoin, da Moohtech e Diretor Internacional da New York da Pronatura International, fala sobre o app: “Enxergamos um potencial enorme no aplicativo, ele irá revolucionar e profissionalizar as relações existentes no mundo do futebol. É algo único, que une as particularidades do futebol ao mundo moderno, conectado”.

“É uma plataforma que trará informação, conexão e irá promover até a geração de receitas para clubes e atletas, por meio das NFTs”, acrescenta Rozinei.

Algumas ações e parcerias da desenvolvedora do Chronus Sports

Desenvolvedora do app, a Mooh!Tech já atua no mercado esportivo e utiliza em eventos a tecnologia “Chronus i-Passport”, voltado à área da saúde.

Durante a pandemia, a ferramenta foi utilizada no GP de Interlagos, que reuniu mais de 180 mil pessoas, no Super Bowl, para 7 mil telespectadores, e no show do Indoshinhe, em Paris, no Stade de France.

No futebol, a empresa é parceira oficial da CBF (Confederação Brasileira de Futebol) nos jogos da seleção em território brasileiro. Os duelos pelas Eliminatórias contra Paraguai, em Minas Gerais, Uruguai, em Manaus, e Colômbia, em São Paulo, fizeram uso do passaporte de profilaxia da companhia, que monitora o controle de vacinação.