Apostas online são retiradas de projeto de lei do estado da Flórida

O presidente da Câmara, Chris Sprowls, e o presidente do Senado, Wilton Simpson, anunciaram que os jogos online não farão parte de nenhum projeto de lei de apostas esportivas na Flórida.

Os dois políticos também revelaram que o governador Ron DeSantis e a tribo Seminole da Flórida concordaram em remover a proposta e que as negociações com o estado podem continuar sem discutir o jogo online. Por semanas, DeSantis e a tribo Seminole vêm tentando negociar um acordo que traria apostas esportivas legais para o estado da Flórida.

Nos desdobramentos mais recentes, as apostas online foram removidas devido a temores de que a Tribo Seminole pudesse ganhar o controle do setor de jogo online na Flórida. Sprowls disse que “mesmo a mera possibilidade disso era inaceitável”.

Em um comunicado, Sprowls disse: “Em minhas discussões com nossos membros, percebi que muitos compartilhavam a mesma preocupação que eu, que alguma medida poderia ser interpretada para levar à expansão ‘backdoor’ dos jogos online”.

Na semana passada, a tribo enviou uma carta para o governo do estado e legisladores Republicanos, afirmando que o acordo não colocaria a tribo necessariamente no controle do jogo online na Flórida.

Próximos desdobramentos no Estado da Flórida

No entanto, o comunicado da tribo não foi capaz de persuadir o comitê do Senado, que optou em remover a cláusula de apostas online do projeto no início desta semana. Agora a sessão especial vai continuar e deve durar toda a semana, com a perspectiva de promover um acordo final entre a tribo e o governo da Flórida.

O acerto fechado pela Seminole Tribe e DeSantis faria com que a tribo pagasse pelo menos 2,5 bilhões de dólares nos primeiros cinco anos de um contrato com duração de 30 anos, que poderia fazer com que o estado da Flórida recebesse em torno de 20 bilhões de dólares em receitas fiscais.