Com Opções Variadas, eSports Viram Fenômeno Nacional e Internacional
Foto: Visual Hunt

Algumas modalidades esportivas se tornaram altamente populares, como o futebol. Todavia, a tecnologia chegou para equilibrar as condições e oportunizar a propagação dos chamados eSports. A trajetória dos esportes eletrônicos inicia ainda na década de 1970 com estudantes da Universidade de Stanford, nos Estados Unidos.

Nesse período, os alunos criaram as de Olimpíadas Intergaláticas de Spacewar. O campeão faturou a assinatura da revista Rolling Stone por um ano. Em 1980, o grupo Atari realizou o primeiro torneio oficial, o Space Invaders Championship. Ao todo, 10 mil pessoas participaram de inúmeros locais dos EUA.

Há duas décadas, os torneios de eSports se tornaram tendência e saltaram de 10 para 160. A popularização da internet foi determinante para ligar pessoas espalhadas pelo mundo. Em 2011, o Twitch, plataforma de streaming de jogos, foi lançado e permitiu que admiradores das modalidades passassem a acompanhar os jogos.

“Os eSports atualmente só são considerados como modalidade de competição quando envolvem a disputa entre duas ou mais pessoas, sejam em disputas individuais ou equipe contra equipe, em partidas que podem acontecer tanto presencialmente, com os atletas em um mesmo local físico ou online, com cada equipe em um local geográfico diferente ou até mesmo cada competidor de uma equipe em um local”, consta no site Confederação Brasileira de eSports.

eSports possui modalidades para todos os gostos

Com a propagação dos streaming, as plataformas que exibem campeonatos reuniram milhões em todo o planeta e os números cresceram pouco a pouco. A audiência das competições chegou a superar organizações como a Netflix, HBO e outros, conforme estudo de 2017 da Superdata.

Sendo assim, os jovens estão cada vez mais adeptos aos torneios e muitos desejam se profissionalizar como jogadores de eSports. Além disso, o Brasil é um dos principais mercados e ocupa o terceiro lugar entre as principais audiências, atrás apenas de Estados Unidos e China.

No entanto, o avanço brasileiro na regulamentação ainda é lento em comparação a China, Japão e Coreia do Sul, que já contam com leis específicas para o setor. No território nacional, as regras para o setor ainda carecem de tramitação no Congresso Nacional.

E, atualmente, essas medidas são importantes devido à grande procura por apostas nos jogos eletrônicos, sobretudo nos últimos meses com a escassez de eventos esportivos ao vivo devido a pandemia da covid-19.

Conforme reportagem recente do Portal Terra, existem quatro categorias para apostar em eSports: Moneyline, Totais, Handicap e Proposition Bet. Ou seja, um dos grandes portais de notícias do Brasil não apenas concedeu espaço para a modalidade, bem como detalhou como fazer apostas online.