Durante Crise do Coronavírus, PayPerHead Auxilia Pequenos Empresários

Em resposta à pandemia de coronavírus, organizações em todo o mundo estão promovendo ações para auxiliar freelancers, empreendedores e pequenos empresários que estão sendo afetados financeiramente pela crise. Assim, a PayPerHead é uma dessas empresas.

Enquanto companhias fora do setor de saúde estão produzindo desinfetante para mãos, máscaras e outros suprimentos para ajudar a impedir a propagação do vírus, empreendimentos da área de tecnologia estão fazendo o possível para ajudar a manter a economia em movimento. Como resultado, estão auxiliando um grande número de desempregados a construir negócios em casa e trabalhar online.

Ajuda oferecida pela PayPerHead durante a crise do novo coronavírus

A PayPerHead, uma empresa de sistemas de apostas esportivas com  sede em San Jose, Costa Rica, é uma organização de Software como Serviço (SaaS). Portanto, o empreendimento está fazendo grandes avanços para ajudar as pessoas a iniciar um novo negócio.

Embora os principais eventos esportivos tenham sido cancelados em geral devido a protocolos de distanciamento social, as apostas esportivas estão encontrando maneiras de manter os jogadores em ação.

Com as apostas de eSports, competições individuais, como boxe ou tênis, corridas de cavalos, jogos de cassino e até resultados de eleições, as pessoas ainda estão apostando como forma de entretenimento.

Reduzindo as taxas para zero, a PayPerHead anunciou recentemente que todos os seus serviços, exceto aqueles que envolvem custos para software externos, serão oferecidos gratuitamente aos agentes de apostas até que o primeiro grande evento esportivo comece novamente ou 1 de setembro de 2020.

Segmento de apostas esportivas

Apesar do momento de incertezas, uma pesquisa de mercado apontou que o setor de apostas esportivas e cassinos alcançará um rendimento de US$ 155 bilhões até 2024.

“Se alguma vez houve um bom momento para procurar um setor que possa sobreviver a uma crise econômica, é agora. Sabemos que os tempos são difíceis, mas já percorremos esse caminho antes. Quando as empresas faliram durante a crise imobiliária de 2008, ficamos no jogo. Faremos isso de novo e ajudaremos outras pessoas a fazê-lo também”, disse Nate Johnson, gerente de produto da PayPerHead.