Cassino recebe multa por não registrar atividades suspeitas de grande apostador

Um cassino situado na Califórnia, nos Estados Unidos, recebeu uma multa de meio milhão de dólares (R$ 2,7 milhões na cotação atual) e está sendo investigado por não ter informado as autoridades quando um apostador trouxe cerca de 100 milhões de dólares (R$ 550 milhões) em dinheiro para jogos de bacará.

Conforme o Daily Mail, isso aconteceu ao longo de 2016 no Bicycle Hotel & Casino, em Los Angeles. O jogador, descrito como um cidadão chinês, foi ao cassino cem vezes no decorrer de oito meses.

As autoridades federais alegam que o apostador apostou em jogos de bacará de altíssimo limite em uma sala VIP com elevadas quantias em dinheiro que ele levava em uma mochila até o cassino. Esse homem tinha ainda um assistente realizando operações de entrada ou saída no seu nome, superando a marca de US$ 100 milhões.

Cassino não alertou autoridades locais sobre as movimentações

Segundo o Yahoo Finanças, as autoridades descobriram que o cassino não registrou qualquer atividade suspeita e os relatórios de operações financeiras foram feitos indevidamente no nome do assistente em vez do grande apostador.

Os colaboradores do hotel integrado ao cassino informaram a gerência sobre os erros de conformidade em julho de 2016, resultando na modificação dos relatórios e inclusão do nome do jogador e envio de relatórios questionando “natureza suspeita de sua fonte de fundos”.

De acordo com o Departamento de Justiça dos Estados Unidos, entre janeiro e julho do mesmo ano, o empreendimento não efetuou registros corretos de transações em dinheiro do jogador chinês no decorrer de suas 100 idas ao local de jogo.

Em um caso, o grande apostador sacou US$ 2 milhões (R$ 11 milhões) de sua conta de jogador na parte da tarde e seguiu jogando até a madrugada seguinte. A equipe do cassino sequer registrou essa atividade, ainda que a lei federal exija que os cassinos arquivem detalhadamente as operações acima de US$ 10 mil em dinheiro por qualquer jogador em um espaço de 24 horas.

Em 2017, as autoridades realizaram uma intervenção no Bicycle Hotel & Casino para investigar uma possível lavagem de dinheiro. Na semana passada, as autoridades federais fecharam um Acordo de Não-Acusação com o cassino cobrando multa e melhoria nos mecanismos de combate à lavagem de dinheiro.

O acordo reconheceu o esforço do cassino para aprimorar o seu sistema de combate à lavagem de dinheiro, como também a aceitação de responsabilidade, colaboração ao longo da investigação e acordo para arcar com a multa de meio milhão de dólares.

Bicycle Hotel & Casino está aprimorando programa de conformidade

Em entrevista ao MarketWatch, o advogado do cassino salientou que o Bicycle Hotel & Casino está focado em “garantir que todos os seus programas de conformidade e relatórios sejam estritamente seguidos e atualizados conforme as leis e regulamentos exigem”.

O estabelecimento também se comprometeu em adotar uma revisão extra nos requisitos de relatórios, contando ainda com uma auditoria independente e registros constantes para o Ministério Público dos EUA. No entanto, não se sabe se o jogador está sendo investigado.