Fantasy Games tiveram sua jogadoras preferidas na Copa do Mundo Feminina
Foto: Reprodução / @FIFAWWC

Encerrada no último dia 20 de agosto, a Copa do Mundo Feminina da Austrália e Nova Zelândia movimentou consideravelmente os Fantasy Games.

Apesar da seleção brasileira ter se despedido de forma precoce na fase de grupos da Copa Feminina, a disputa que culminou com a final entre Inglaterra e Espanha bateu recordes dentro e fora de campo.

Jogadoras mais escaladas nos Fantasy games

Com a inédita campeã Espanha, as jogadoras mais escaladas no Fantasy game foram Lindsey Horan, dos Estados Unidos, seguida de Aitana Bonmat e Jenni Hermoso, ambas da Espanha.

Essas jogadoras atuaram em todos os jogos até as oitavas de final, segundo levantamento do Rei do Pitaco.

Já na melhor média de pontuação, temos Jill Roord, da Holanda, com 13.9 pontos seguida de Amanda Ilestedt, da Suécia, com 11.925 pontos e Chrestinah Kgatlana, da África do Sul, com 10.225 pontos.

De acordo com a Associação Brasileira de Fantasy Sports, o público feminino é metade entre os usuários de games em geral, mas na categoria fantasy esse público ainda é pequeno.

“Eventos como a Copa da Fifa ajudam a popularizar os fantasy entre as mulheres. Hoje já temos plataformas que oferecem as ligas femininas de futebol para os jogadores”, explica Rafael Marcondes.

Números da Copa do Mundo Feminina

A Copa do Mundo 2023 apresentou números sensacionais de patrocínios, audiência e repercussão. A quantidade de torcedores nos estádios também alcançou números surpreendentes.

Somente na fase de grupos, 1,222 milhão de espectadores foram aos estádios acompanhar as partidas, com uma média de 25 mil pessoas por jogo.

Este número é superior ao da última edição na França, em 2019, correspondendo a um aumento de 29%.

De acordo com a tabela acima do ranking da Fifa, as surpresas da Copa foram: África do Sul, que não está no TOP 10 e chegou até as oitavas perdendo para Holanda e a própria Holanda que nem está entre TOP 5.

Ranking Feminino da Fifa

 1 – Estados Unidos: 2.090

2 – Alemanha: 2.061

3 – Suécia: 2.049

4 – Inglaterra: 2.040

5 – França: 2.026

6 -Espanha: 2002

7 – Canadá: 1996

8 – Brasil: 1.995

9 – Holanda: 1.980

10 – Austrália: 1.919