Ladbrokes entra em conflito com normas da Advertising Standards Authority
Ladbrokes entra em conflito com normas da Advertising Standards Authority

A Ladbrokes mais uma vez entrou em conflito com a Advertising Standards Authority (Autoridade de Padrões de Publicidade em tradução livre) depois de algumas mensagens em redes sociais da operadora, que provavelmente representariam um forte apelo para menores de 18 anos.

Ao tomar sua última decisão, a ASA observou que faz parte “de um trabalho mais amplo que proíbe anúncios de jogos que, sob regras reforçadas, são proibidos de serem de grande apelo para menores de 18 anos”.

Os quatro Tweets em questão, vistos durante janeiro e fevereiro de 2023, foram identificados após informações coletadas pelo sistema Active Ad Monitoring do grupo, que usa IA para pesquisar anúncios online que possam quebrar o código em vigor.

Cada um dos quatro Tweets promovidos incluiu Novak Djokovic, com outros também contendo um, ou uma combinação, de Rafael Nadal, Nick Kyrgios e Stefanos Tsitsipas, enquanto várias imagens, textos e pesquisas relevantes serviram como complemento.

Posicionamento da Ladbrokes

Em resposta, Ladbrokes observou que os tweets deveriam ser conteúdo editorial projetado para envolver seu público, com pesquisas complementares simplesmente pedindo aos usuários que votassem em questões relacionadas ao tênis durante o Aberto da Austrália.

“A Ladbrokes reconheceu que os tweets faziam referência e incluíam imagens de jogadores, mas reforça que revisou o perfil de mídia de cada jogador, a demografia do seguidor e as parcerias de patrocínio para avaliar se os jogadores provavelmente atrairiam fortemente os menores de 18 anos”, escreveu a ASA em sua decisão geral.

Ladbrokes

A operadora forneceu dados para indicar que os jogadores tinham “quase nenhum” seguidores com menos de 21 anos, com isso, e parcerias de marcas associadas, citadas como uma crença de que cada uma atraía um público mais velho, e não menores de 18 anos.

No entanto, apesar de reconhecer uma possível falta de precisão devido à autoverificação no site, os dados destacaram que as impressões de todos os quatro anúncios variaram entre 24.653 e 35.050.

“Eles acreditaram que era uma anomalia e pediram esclarecimentos ao Twitter em relação a isso”, concluiu a ASA.

Comunicado oficial da ASA

Além disso, a ASA também destacou sucessos recentes como apoio a uma visão de “forte apelo para menores de 18 anos”, bem como reconhecendo, mas descartando, dados de apoio fornecidos pela Ladbrokes.

O regulador de publicidade escreveu: “Consideramos que seria aceitável que os anúncios aparecessem em um meio onde menores de 18 anos, para todos os efeitos, pudessem ser totalmente excluídos da audiência.

Isso se aplicaria em circunstâncias em que aqueles que viram os anúncios tivessem sido verificados de forma robusta como tendo 18 anos ou mais, como por meio de listas de marketing validadas por dados de pagamento ou verificação de crédito.

Não consideramos que os dados de marketing inferidos do comportamento do usuário atingissem esse limite. Reconhecemos que os anúncios foram direcionados para maiores de 25 anos, mas como o Twitter era um ambiente de mídia em que os usuários faziam a autoverificação na inscrição do cliente e não usavam verificação robusta de idade”.

Consideramos que a Ladbrokes não havia excluído os menores de 18 anos do público com o mais alto nível de precisão exigido para anúncios, cujo conteúdo provavelmente atrairia fortemente essa faixa etária”.

Portanto, a ASA alertou que os anúncios não devem ser exibidos novamente em sua forma atual, além de lembrar a Ladbrokes de não incluir pessoas ou personagens que tenham forte apelo para menores de 18 anos em sua publicidade.