GIG consegue a recertificação ISO 27001 para quatro dos seus principais produtos

A Gaming Innovation Group Inc. (GiG) recebeu a recertificação ISO 27001 para quatro de seus produtos principais, incluindo a sua plataforma premiada (PAM), as soluções front-end e CMS, apostas esportivas e dados. Além disso, a empresa obteve a certificação para sua sede em Malta (GiG Beach) e seus escritórios na Espanha e na Letônia.

A ISO 27001 é uma das poucas normas que usa uma abordagem de ‘cima para baixo’ baseada em avaliação de risco visando identificar os requisitos e especificações para o mais abrangente sistema de gerenciamento de segurança da informação (SGSI).

Ao passar pela auditoria de recertificação deste ano, a GiG, sujeita a uma auditoria de supervisão anual, permanecerá certificada por mais três anos. Os órgãos reguladores começaram a aceitar a ISO 27001 como um atestado do sistema de gestão de segurança da informação de uma organização.

Isso permite que a GiG evidencie o seu compromisso com à segurança da informação, por meio da certificação para cada produto de sua plataforma. Ao operar em conformidade regulatória, a empresa concede a suas equipes mais tempo para se concentrar em aumentar ainda mais seu portfólio de produtos, agregando valor para os seus parceiros e seus jogadores.

Diretora da GiG comemora obtenção da certificação

Além disso, ter a certificação em seus escritórios permite que a equipe da GiG de plataforma possa atuar em todos os locais, ao mesmo tempo que garante que não haja violação de nenhuma das regras de conduta da certificação ISO.

Diane Abela, a Diretora de Segurança da Informação da GiG, disse: “Na GiG, continuamos tratando a segurança digital como uma prioridade, mantendo os nossos processos e controles de segurança da informação em um padrão muito alto”.

Abela finalizou: “A norma ISO 27001 exige melhoria contínua, ano a ano, e a obtenção de nossa recertificação por mais três anos reafirma a nossa melhoria contínua e investimento em segurança da informação para os nossos parceiros e reguladores”.