Kindred registrou o quarto trimestre mais forte de todos os tempos

O Kindred Group apresentou relatório com o seu quarto trimestre mais forte de todos os tempos, com a receita bruta de ganhos atingindo aproximadamente £ 365 milhões, um aumento de 55% em relação ao quarto trimestre de 2019.

A operadora alcançou o crescimento por meio da “contínua atividade forte em seus mercados e produtos”, com recorde de clientes ativos, alcançando 1,78 milhão de usuários. Ou seja, um salto de 11%.

A Kindred acrescentou que uma “margem de apostas esportivas ligeiramente superior ao normal” de 10% também desempenhou um papel significativo no crescimento de sua receita, em comparação com a margem média de longo prazo de 8,5%.

O EBITDA para o 4º trimestre de 2020 foi de aproximadamente £ 115 milhões, em comparação com £ 30,7 milhões no quarto trimestre de 2019, com forte ampliação da receita e o foco da empresa na eficiência operacional e nos custos, ambos desempenhando um papel fundamental nesse aumento.

O nível de investimento em marketing, por sua vez, saltou durante a segunda metade do ano, com o gasto total no quarto trimestre do ano passado 13% maior do que no mesmo período de 2019.

Apesar do acréscimo nas despesas gastos com marketing entre o terceiro e o quarto trimestre de 2020, o “aumento significativo na receita e as estratégias de marketing aprimoradas” resultaram em gastos com marketing de aproximadamente 21% da receita bruta de ganhos no quarto trimestre de 2020.

A empresa comunicou que o relatório final referente ao ano de 2020 será publicado no dia 10 de fevereiro.

Sobre o Kindred Group

O que começou como Unibet em 1997, hoje é a Kindred, uma das empresas de jogos online com o crescimento mais rápido da Europa, com mais de 1.500 funcionários trabalhando em 11 marcas.

Como uma empresa inovadora que se baseia na confiança, o grupo busca liderar o desenvolvimento em setores chave como avanços tecnológicos, soluções móveis, lançamento de novos produtos, bem como a segurança do jogador e melhorias no jogo responsável.