Sportradar estende acordo de integridade com Superliga Indiana

A Sportradar, fornecedora global de soluções de integridade esportiva e produtos de dados, assinou uma extensão de longa duração de sua parceria com a Indian Super League (ISL), o campeonato profissional de futebol da Índia.

O negócio, firmado com a Football Sports Development Limited (FSDL), atual organizadora da Superliga Indiana, vai permitir que o serviço de integridade esportiva da Sportradar monitore todas as partidas usando o seu Sistema de Detecção de Fraudes (FDS).

A empresa também fornecerá a entidade indiana acesso aos seus serviços especializados de Inteligência e Investigação (I&I) para ajudar a proteger a competição da manipulação relacionada às apostas.

“A renovação da parceria da ISL conosco apenas mostra o quão comprometidos eles estão em manter a integridade no jogo e focados em relação ao crescimento do futebol no país”, disse o diretor do Serviço de Integridade da Sportradar, Andreas Krannich.

Krannich complementou: “Como líder global em integridade esportiva, queremos continuar a fornecer a nossa experiência e ajudar a proteger o torneio de futebol do país contra todas as questões relacionadas à irregularidades”.

Sobre a Sportradar

Fundada em 2000, a Sportradar é uma empresa multinacional que coleta e analisa dados esportivos. Hoje em dia, a sede da companhia se situa na cidade de St. Gallen, na Suíça.

Além disso, a fornecedora presta serviços para casas de apostas, federações esportivas nacionais e internacionais e empresas de mídia. Os principais produtos abrangem resultados e estatísticas ao vivo e conteúdo esportivo.

Em setembro, a Sportradar assinou uma parceria de integridade com o Conselho de Controle de Críquete na Índia (BCCI), se comprometendo em realizar o monitoramento de partidas na temporada de críquete da Premier League indiana (IPL).

Neste ano, a empresa também renovou o seu acordo de integridade de longo prazo com Confederação Asiática de Futebol (AFC). O novo acordo com a entidade responsável pela organização do futebol no continente valerá até 2023.