Corrida-Presidencial-nos-Estados-Unidos-Poderá-ser-Histórica-para-a-Indústria-de-Apostas
Foto: Reuters

A corrida presidencial nos Estados Unidos, que ocorre nessa terça-feira, 3, tende a se transformar no acontecimento que movimentará mais dinheiro na história da indústria de apostas. A corrida é entre Donald Trump e Joe Biden e a pergunta é: quem governará o país mais rico do mundo nos próximos quatro anos?

Matthew Shaddick, o diretor da área de apostas políticas no grupo Ladbrokes Coral, comentou ao jornal “The Guardian” que o segmento todo deve registrar cerca de R$ 7,5 bilhões.

De acordo com o jornal britânico “Daily Mail”, um apostador realizou um lance na casa dos R$ 30 milhões em Donald Trump. Conforme a matéria do tabloide, o homem atua no mercado financeiro e teve contato direto com pessoas do comitê de campanha do atual presidente. A aposta foi realizada em Curaçao, aponta a reportagem.

Outra pessoa apostou o equivalente a R$ 7,46 milhões em Joe Biden, conforme registra a plataforma Betfair Exchange. Lembrando que serão aceitas apostas até a hora da confirmação do ganhador das eleições.

A expectativa em uma das plataformas de apostas é que a quantidade total alcance cerca de R$ 3 bilhões, o dobro do montante do último pleito, em 2016.

Biden está à frente de Trump nas casas de apostas

Para aqueles que apostam dinheiro na eleição presidencial dos Estados Unidos, as probabilidade de continuidade de Donald Trump cresceram nessa terça-feira, segundo o site inglês Betfair Exchange. A chance de reeleição do candidato pulou de 35% para 39%.

Enquanto Joe Biden, o candidato do Partido Democrata, é apontado como favorito, só que no site de aposta as possibilidade despencaram de 65% para 61%. Em outra plataforma, a Smarkets, os palpites indicam Trump com 38%.

Na última eleição, o presidente era visto como o azarão, sendo que a sua chance de vitória era de apenas 17%. Em contrapartida, Joe Biden também aparece liderando as pesquisas de intenção de votos, só que nos estados mais decisivos, ele possui uma vantagem menor.