SAGSE Talks Começou com Avaliação do Setor de Jogos na Argentina
Foto: Time For Argentina

Com um painel de executivos de empresas operacionais e reguladores da cidade de Buenos Aires, Entre Ríos, San Luis, La Pampa, Tucumán e Río Negro, o primeiro SAGSE Talks organizado pela SAGSE, Gaming Wizards e Yogonet teve transmissão aberta nos principais canais de streaming online: Youtube, Facebook Live, Instagram e Periscope.

“Estamos surpresos e ansiosos para lançar, juntamente com a Yogonet e a Gaming Wizards, o nosso ciclo SAGSE Talks. Ansiosos pela adrenalina que nos imprime a fazer algo novo para a indústria, já que somos os primeiros na América Latina a oferecer esse tipo de evento com um nível tecnológico e profissional nunca antes visto”, disse Alan Burak.

“Temos mais de 200 confirmações e achamos que muitos outros se juntarão à nossa proposta, portanto o cenário não poderia ser melhor para este lançamento. Queremos democratizar o contato entre executivos e reguladores, abrir a indústria em um momento tão delicado e fazer parte de sua recuperação”, comentou o vice-presidente da Monografie.

O primeiro dia do ciclo ocorreu nesta terça-feira, 21 de abril, e se baseou na análise do mercado local e das oportunidades que possam surgir com esta crise global, especialmente para o setor de jogos de azar online, prestes a abrir massivamente em todo o território argentino.

Palestrantes do 1º SAGSE Talks

Sebastian Vivot – Gerente de Modernização e Tecnologias da Informação da LOTBA;

Silvio Vivas – Gerente Geral do Instituto de Auxílio Financeiro da IAFAS para Ação Social;

Luis Ayestarán – Presidente da Loteria Rio Negro;

Lucas Baffetti – Gerente de loteria de San Luis do Grupo Slots;

Matías Vannelli – Gerente de Comunicação e Marketing do Casino Club;

Karen Sierra-Hughes – Diretora de Relações Governamentais e Desenvolvimento de Negócios da GLI para América Latina e Caribe;

Gustavo Cisneros – Diretor de Consultoria da Pálpitos;

Moderador do evento – Pablo Zuppi – Parceiro e Diretor da Yogonet Gaming News.

“Acreditamos que a agenda de questões deve necessariamente passar pela situação atual do setor em uma cenário de crise, mas focando em estratégias que nos permitam reativar as atividades. E, portanto, continuaremos a debater os principais mercados da América Latina, semana a semana”, acrescentou Pablo Zuppi, diretor e editor da Yogonet.