Witoldo Hendrich 'O Jogo Online é Impagável, Tecnicamente e Juridicamente'

O Rio de Janeiro recebeu nos dias 13 e 14 deste mês, a presença de influentes do setor de jogos do Brasil e do mundo para o 1º Seminário Internacional sobre a Regulamentação dos Jogos Online.

Além deles, o evento contou com deputados, operadores, assessores e demais partes envolvidas para a regulamentação dos jogos no Brasil.

A organização do evento ficou por conta do advogado Witoldo Hendrich, que é Sócio da empresa Online IPS Administração de Pagamentos e especialista em Regulação de Jogos, entre outras atividades, atuou como orador especialista na Comissão Especial para análise dos Projetos de Lei nº 442/91 e 2.303/15, ambos da Câmara dos Deputados, em Brasília.

Em entrevista exclusiva para a iGaming Brazil, Witoldo contou como foi a iniciativa de se criar uma Associação (ABRAJOGO) para tratar dos assuntos relacionados ao jogo no Brasil e o futuro dela, além da possibilidade de novos eventos semelhantes à esse.

Publicidade

Leia Abaixo a Entrevista Completa de Witoldo Hendrich

iGaming Brazil: Primeiramente eu gostaria que fizesse um balanço sobre o evento.

Witoldo Hendrich: O seminário foi incrível. Eu estava muito tenso até perceber que o evento estava realmente acontecendo. Foi tudo feito muito corrido. Queríamos entregar um evento tecnicamente diferenciado aos deputados e demais autoridades e acho que conseguimos. Deputados Evandro Roman, Delegado Pablo, Felício Laterça, Danrlei, Fábio Mitidieri, Gutemberg Reis e Áureo Ribeiro foram importantíssimos nesse processo.

O Delegado Federal Braulio Melo, que é chefe de Gabinete do Dep. Fed. Delegado Pablo, trabalhou incansavelmente em Brasília para conseguir as confirmações. Lindberg Aziz e João Grando, assessores da Comissão do Esporte, também ajudaram bastante. Do lado de cá, a Luciana Hendrich (Hendrich Digital Content) trabalhou bastante para colocar o evento em pé. Rui e Ana do Estoril Sol fizeram um trabalho incrível na Europa para trazer os operadores e conseguiram mais que isso: pela primeira vez a Malta Gaming Authority veio em missão oficial a um evento brasileiro. Os operadores que apostaram no evento também tiveram participação imprescindível. Sem eles, não teríamos o evento. 

Pensa numa pessoa agradecida. Esse cara sou eu!

iGaming Brazil: Então, o evento superou suas expectativas?

Witoldo Hendrich: Sim. Foi tão surpreendente o nível técnico que atingimos que, num dado momento, os deputados debateram entre eles sobre o assunto. Eu nunca tinha visto isso acontecer num evento sobre o tema. Em nenhum lugar do mundo, diga-se de passagem. 

iGaming Brazil: O ABRAJOGO está aberto para novos integrantes? Fale um pouco do futuro da Associação.

Witoldo Hendrich: Com certeza. No fundo, temos muita coisa ainda para regularizar. Precisamos modificar o estatuto, incluir oficialmente as pessoas que contribuíram, redigir ata… muita coisa para fazer. Claro que queremos novos integrantes. Se vai continuar? Não sei. Esperamos que sim. O objetivo foi alcançado e agora precisamos olhar para o futuro. Mas não consigo levar a associação assim, como fizemos nessas semanas que antecederam o evento. Precisamos de uma sede, funcionários, precisamos formar uma diretoria forte e por aí vai.

iGaming Brazil: Teremos novas edições?

Witoldo Hendrich: Se a associação continuar, é provável que sim. Foi muito legal o evento, o feedback foi ótimo e penso que todos os que estavam presentes gostariam de repetir a dose.

iGaming Brazil: As discussões acerca da regulamentação do jogo no Brasil foram muito produtivas. Você acha que estamos no caminho certo para uma regulamentação sadia?

Witoldo Hendrich: Se conseguirmos no executivo o mesmo empenho dos deputados, não tenho a menor dúvida. Esse é o caminho. Trocar ideia com a indústria, sobretudo no online. Existe um falso entendimento de que o país vai regular como bem quiser e que os operadores estão loucos para vir para o Brasil. Estão sim, é verdade, mas não a qualquer custo. O jogo online é imparável, tecnicamente e juridicamente. Ou criamos um ambiente competitivo para os operadores online, ou eles vão continuar operando a partir de suas sedes. Nessa hipótese, faremos o que? Vamos bloquear URLs como a China? Não me parece viável e, aqui entre nós, essa não é a vocação democrática do Estado Brasileiro. 

Participação no evento

Além dos deputados, assessores e delegados citados na entrevista por Witoldo, alguns dos principais operadores e provedores da indústria participaram do evento, é o caso da Online IPS, Estoril Sol Digital, NetBet, BetSul, Jackpot Joy, Bet Warrior, Leo Vegas, Lottoland, Superbet Online e a Hendrich Digital Content.