Mercado de jogos mobile deve explodir na América Latina, diz estudo

De acordo com o último estudo da Digitain, intitulado “Jogos móveis na América Latina. Como o setor mudou em três anos?”, o mercado de jogos mobile da América Latina terá um valor superior a 2 bilhões de dólares neste ano. Isso porque a região tende a entrar na mira dos desenvolvedores e operadores de software de jogos online

Números do Mercado Latino de Jogos Mobile

Segundo o estudo da Digitain, a América será o próximo grande mercado de jogos móveis. Por isso, a pesquisa mostra que o setor de jogos crescerá significativamente e chegará a ser três vezes maior que o do sudeste da Ásia.

Apesar disto, apenas 150 milhões de cerca de 630 milhões de habitantes da América Latina possuem smartphones. A maioria destes usurários reside no Brasil, México, Colômbia, Argentina, Chile e Peru.

Portanto, a América Latina tem se transformado em mercado de jogos mobile potencialmente enorme nos últimos anos. Afinal, o segmento já corresponde a 4% da receita total do mundo. Mas desenvolvedores de software de jogos de azar on-line gastam menos de 1% do orçamento anual de anúncios na região.

Além disso, é preciso chamar a atenção da nova geração de jogadores, aqueles que preferem os jogos de azar online. Por isso, os jogos temáticos são tão famosos na rede. Afinal, esses games oportunizam grande variedade de escolha e agradam qualquer tipo de jogador. Algo essencial para conquistar usuários que estão descobrindo o mercado de jogos mobile.

Potencial para América Latina

Embora as restrições aos jogos permaneçam em todo o planeta, os governos estão começando a perceber as vantagens de uma indústria de jogos de azar legal, mas regulada. Portanto, o estudo da Digitain corrobora ao apontar que a América Latina seja um dos mercados com potencial gigantesco de crescimento.

Além disso, viagens e turismo estão aumentando na região a uma taxa de 5,1% ao ano entre 2010 e 2020. Assim, a procura pelo turismo de jogo também deve facilitar a flexibilização das leis nos países latinos.