UKGC Investiga LeoVegas Por Incentivar Jogador Viciado

Os sites Pink Casino e Castle Jackpot, também Administrados pela LeoVegas, Enviaram emails ao Jogador oferecendo “free spins” e bônus.

Publicado em
 
UKGC Investiga LeoVegas Por Incentivar Jogador Viciado
Florida Politics

O LeoVegas pode ter cometido um grande equívoco. A UK Gambling Commision (UKGC) está investigando uma alegação de que um operador aceitou £ 20.000 ($ 26.220) de um jogador viciado em jogos, e encorajou-o a jogar mais, apesar de seu vício.

O jornal The Guardian relata que a conta do jogador no LeoVegas foi bloqueada em maio de 2018, quando um agente de atendimento ao cliente da empresa viu “vestígios” de vício no jogador durante um bate-papo ao vivo.

Os sites Pink Casino e Castle Jackpot, também administrados pela LeoVegas, enviaram emails ao jogador oferecendo “free spins” e bônus.

O jogador então configurou uma nova conta com 21.co.uk e perdeu milhares de dólares.

Quando o site solicitou a identificação, descobriram que se tratava da mesma pessoa usando o cartão de crédito de sua mãe sem a permissão dela. Como isso é uma violação dos termos do site, a conta dele foi bloqueada.

Isso não foi suficiente para parar a loucura, já que outros sites do LeoVegas, mais uma vez, o cortejavam com emails de marketing.

Esta história inspirou os políticos a pesarem nas suas próprias opiniões sobre as operações de jogo. Tom Watson, vice-líder do Partido Trabalhista, disse: “Não faz sentido para as empresas de jogos de azar fazerem averiguações de identidade e acessibilidade depois que os apostadores perdem somas enormes, e sim antes de fazerem as apostas”.

“Todo o sistema parece errado. Também precisamos ver ações imediatas para eliminar as apostas de cartão de crédito e acabar com a prática de bombardear os viciados em jogos de azar com anúncios de jogos”.

A prática de aceitar apostas antes da identificação é comum e não infringe os regulamentos; no entanto, cortejar ativamente alguém que é sinalizado como jogador ‘viciado’ não é aceitável e causa preocupação. Para piorar, esta não é a primeira vez que o LeoVegas teve problemas de conformidade.

Em maio de 2018, o UKGC multou a operadora por anúncios que visavam jogadores com problemas de vício e aqueles em período de auto-exclusão.

Em vez de assumir isso, a operadora observou em um relatório de receita que o cumprimento regulatório mais rigoroso estava tendo “um efeito adverso no crescimento”.

As regras não poderiam ser mais claras. Um porta-voz do UKGC disse:

“As regras são extremamente claras e os operadores entedem e sabem o que devem fazer para seguir, evitar e proteger seus clientes de sofrerem danos causados ​​por jogos de azar. Onde vemos evidências de que essas regras não estão sendo seguidas, investigaremos”.