Comercialização do RJ da Sorte é oficialmente encerrada

Em comunicado oficial, a Capemisa Capitalização S/A acaba de anunciar o encerramento da comercialização do título de capitalização RJ da Sorte.  

Segundo a nota, “Além das inúmeras perdas humanas, a pandemia de COVID-19, que assola o mundo todo há mais de um ano, trouxe graves consequências à economia do Estado do Rio de Janeiro, causando severo impacto na manutenção do produto RJ DA SORTE – RIO E GRANDE RIO”.

“Em respeito aos consumidores”, a empresa resolveu informar a interrupção da comercialização do título desde o último domingo, 28 de março. Além disso, todos os apostadores contemplados e que ainda não receberam os respectivos prêmios devem “entrar em contato normalmente”.

“Informamos que todos os ganhadores que ainda não receberam sua premiação deverão entrar em contato normalmente, através do e-mail ganhadores.rgr@rjdasorte.com.br, para que possam dar entrada na documentação e receber seu prêmio regularmente”.

O comunicado continuou em tom de agradecimento: “Agradecemos a todos clientes e contemplados que participaram dos diversos sorteios realizados, que muito contribuíram para as ações sociais da APAE BRASIL e que conseguiram, por meio das premiações distribuídas, realizar seus projetos pessoais. Nos sentimos honrados em ter premiado mais de 4.000 famílias ao longo dos 52 sorteios realizados e agradecemos a confiança depositada no RJ DA SORTE”.

Apesar da frustração ao anunciar o término das atividades do RJ da Sorte – Rio e Grande Rio, a Capemisa Capitalização reforçou o pedido para que todos sigam as orientações das autoridades de saúde.

“Lembramos que todos os protocolos sanitários devem ser mantidos para preservação da maior riqueza que possuímos: nossas vidas e a vida de quem amamos. Respeitem as recomendações das autoridades competentes e fiquem atentos ao calendário de vacinação”.

Sobre o RJ da Sorte

Ao longo dos seus 52 sorteios, o RJ da Sorte se consolidou como um título de capitalização, com operação autorizada pela Superintendência de Seguros Privados (SUSEP), órgão ligado ao Ministério da Economia. No total, a modalidade premiou mais de 4 mil famílias.