National Lottery ajudará a financiar programa social do governo do Reino Unido

O National Lottery Community Fund investirá cerca de £ 18 milhões no programa ‘Changing Futures’ do governo do Reino Unido. Este financiamento adicional elevará o total do projeto a £ 64 milhões e também estenderá a duração da iniciativa para três anos.

O programa é destinado a ajudar adultos que enfrentam problemas como falta de moradia, vício em drogas e violência doméstica e convida organizações locais a fazer parceria para auxiliar indivíduos desfavorecidos.

A ação foi anunciada no ano passado e incentiva as autoridades a integrar os serviços comunitários, a focar em cada pessoa e a reduzir a procura de serviços reativos.

O Ministro Eddie Hughes, disse: “Graças ao National Lottery Community Fund, o programa Changing Futures com quase £ 64 milhões agora pode expandir o apoio disponível e permitir que as pessoas mais vulneráveis ​​em nossas comunidades recebam a ajuda de que precisam”.

Ele acrescentou: “É importante para os mais vulneráveis ​​em nossa sociedade ter acesso a uma grande variedade de serviços assistenciais”.

O CEO interino do National Lottery Community Fund, John Rose, acrescentou: “Estamos muito satisfeitos em apoiar o programa Changing Futures por meio de um investimento adicional de £ 17,9 milhões”.

Rose ainda declarou que: “Por meio de nosso projeto ‘Fulfilling Lives’ na Inglaterra, vimos pessoas com amplas experiências se unirem em parcerias com as comunidades para desenvolver novas abordagens que possam ajudar melhor os adultos que enfrentam dificuldades”.

Este último investimento se baseia no programa da National Lottery. Ao longo de oito anos, a loteria investiu £ 112 milhões para apoiar pessoas em situação de vulnerabilidade social.

Além disso, a instituição também arrecadou £ 30 milhões semanalmente para causas sociais no Reino Unido e distribuiu £ 41 bilhões em todo o Reino Unido desde 1994.

Licença da National Lottery estará em disputa em 2023

A licença da National Lottery estará em disputa a partir de 2023, com empresas como o Sazka Group dispostas a concorrer com o atual licenciado Camelot Group.