Austrália proibe criptomoedas em pagamento de apostas online
Imagem: Shutterstock

A Austrália lançou uma medida que intensifica as já existentes medidas de proteção para os jogos e apostas online.

Desde a última terça-feira (11), o país proibiu totalmente o uso de cartões de crédito e criptomoedas para pagamento de jogos e apostas esportivas online.

De acordo com o governo, o objetivo é dar mais segurança aos cidadãos e evitar descontrole financeiros associado às apostas.

Austrália impõe multa severa para o descumprimento

A proibição dos cartões de crédito tradicionais e das criptomoedas, como Bitcoin, além de qualquer outra forma nova de crédito ligadas a carteiras digitais, foi anunciada pelo The Canberra Times.

Então, as empresas que não cumprirem as novas diretrizes vão pagar multas severas. Elas podem chegar a A$ 234.750 (cerca de US$ 155.000).

De qualquer forma, a nova legislação busca alinhar as regras para apostas online com as já existentes para apostas físicas. O que faltava alinhar era justamente as formas de pagamento. A única exceção é para pagamentos das loterias online. 

Kai Cantwell, CEO da Responsible Wagering Australia, apoia as medidas e sugere que elas devem ser estendidas para todas as formas de apostas. Pois o principal objetivo seria evitar que os jogadores migrem para plataformas menos regulamentadas e potencialmente mais perigosas.

Mas essa determinação não é nova, pois a indústria de jogos já teve seu período de adaptação. Há seis meses a lei era implementada e dava justamente esse período para que as casas de apostas fizessem as modificações necessárias. O responsável pela fiscalização será o órgão regulador das comunicações da Austrália.

O uso de criptomoedas em apostas é uma prática comum entre entusiastas, abrangendo eventos variados, desde: 

  • Aprovações de ETFs de Bitcoin 
  • Previsões sobre quantas postagens de Elon Musk fará nas redes sociais
  • Previsões sobre aumentos de temperatura em determinados meses

No entanto, especialistas alertam que a migração para plataformas não regulamentadas pode aumentar os riscos de fraude. Portanto, com essa proibição, a Austrália espera reduzir os riscos financeiros e proteger seus cidadãos.