Regulamentação das apostas: votação no Senado mantida mesmo com ausência de Rodrigo Pacheco
Foto: Geraldo Magela /Agência Senado

O Senado, sob a liderança interina do vice-presidente Veneziano Vital do Rêgo (MDB-PB), está se preparando para votar uma série de pautas significativas, incluindo a regulamentação das apostas esportivas e jogos online.

Esta votação ocorre durante a ausência do presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, que acompanha o presidente Luiz Inácio Lula da Silva na Conferência das Nações Unidas sobre as Mudanças Climáticas de 2023 (COP 28).

Votação do PL para a regulamentação das apostas acontecerá nesta quarta

O líder do governo no Senado, Jaques Wagner (PT-BA), confirmou a continuidade da agenda legislativa, enfatizando a importância de avançar com as matérias previstas. A votação no Plenário da Casa acontecerá nesta quarta-feira, 29.

Está mantida. Está mantida, o Veneziano vai tocar. Por isso que eu fiquei“, declarou Wagner, assegurando que a votação do projeto de lei que trata da regulamentação das apostas esportivas será uma das prioridades.

A regulamentação das apostas esportivas tem sido um tópico de debate intenso no Brasil, com várias partes interessadas discutindo os méritos e desafios de legalizar e regular esse setor.

Portanto, a votação representa um passo crucial na definição do futuro das apostas esportivas no país, com implicações significativas para economia brasileira como um todo.

Oposição tentará passar os jogos de cassinos online

Contudo, o projeto continua sendo criticado pela oposição. Isso porque o principal ponto de questionamento é a inserção dos cassinos online.

Conforme matéria da CNN, o grupo opositor entende que a proposta pode estimular o vício em jogo entre a população.

Além disso, os senadores da oposição pretendem manter o questionamento já apresentado na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) na última quarta-feira, dia 22, a respeito da inclusão dos jogos online no projeto de lei.

Senadores de oposição entendem que o projeto de lei abre margem para ‘cassinos online’. “A questão dos jogos virtuais também é uma discussão, mas isso vai para votação. Terá destaque e vai para votação”, declarou o senador Jorge Kajuru.