Tenista Enrique Lopez Perez é proibido de jogar por 8 anos por manipulação de resultados
Foto: Wikipedia

O tenista profissional Enrique Lopez Perez foi proibido por oito anos de jogar ou participar de eventos de tênis oficiais, após ser considerado culpado de manipulação de resultados.

A investigação da Tennis Integrity Unit (TIU) descobriu que Perez esteve envolvido em três casos de combinação de resultados em 2017. O esportista também recebeu uma multa de 25 mil dólares (R$ 90 mil em cotação atual).

No caso apurado pelo oficial anticorrupção, Richard McLaren, em 5 de novembro, Perez foi culpado de violar as regras do Programa Anticorrupção de Tênis (TACP) em três oportunidades em torneios em 2017, enquanto outras duas denúncias não foram comprovadas.

Perez foi provisoriamente suspenso em 19 de dezembro do ano passado e está proibido de participar de qualquer evento de tênis autorizado a partir desta terça-feira, 1º de dezembro.

Ele foi considerado culpado de violar a seção D.1.d do TACP 2017, que afirma que “nenhuma pessoa deve, direta ou indiretamente, inventar ou tentar inventar o resultado ou qualquer outro aspecto de qualquer evento”.

As autoridades do tênis ampliaram as suas investigações sobre tentativas de manipulação de resultados nos últimos dois anos. No mês passado, a jogadora profissional búlgara Aleksandrina Naydenova foi banida de torneios profissionais pelo resto da vida depois de ser considerada culpada por 12 dessas irregularidades.

Em outubro deste ano, a TUI também condenou os irmãos Karen e Yuri Khachatryan devido as participações em atividades de manipulação de resultados, com Karen sendo suspenso por toda a vida e Yuri impedido de jogar por 10 anos.

Sobre o Enrique Lopez Perez

Nascido em 3 de junho de 1991, o espanhol Enrique López Pérez se tornou conhecido pela carreira como jogador de tênis profissional. Em 16 de julho de 2018, ele alcançou sua classificação mais alta individualmente (154º) no ATP e, no ranking de dupla (135º) em 15 de abril de 2019.

Mas, ele foi suspenso provisoriamente em dezembro do mesmo ano. Agora, o espanhol foi considerado culpado e não poderá jogar profissionalmente pelos próximos oito anos.