Painelistas-da-OGS-Apresentam-Situações-de-Outros-Mercados

A Online Gaming Summit 2019 – OGS 2019 – reúne fornecedores, operadores, reguladores, políticos e autoridades num mesmo lugar.

No painel TECNOLOGIAS: GARANTINDO O JOGO RESPONSÁVEL E A PROTEÇÃO DO JOGADOR, Fabio Tibéria e Karen Sierra Castrellon tocaram em diversos pontos de proteção ao jogador e citaram diversas legislações diferentes ao redor do mundo.

Fabio Tibéria (Consultor Internacional em Gaming) começou o painel falando e explicando como o jogador se torna um ludopata e cientificamente o que ele sente em fazer suas apostas.

O consultor citou ainda as diferentes legislações e métodos de segurança para o jogador que os governos de diferentes países oferecem para que minimize as possibilidades do jogador se viciar em jogos.

Painelistas-da-OGS-Apresentam-Situações-de-Outros-Mercados-2
Karen Sierra e Fabio Tibéria

“A pessoa tem que encarar o jogo como uma forma de entretenimento e não uma fonte de ter renda”.

Karen Sierra Castrellon iniciou sua explanação tratando do assunto do regulador e citou como ele deve prevenir o impacto negativo que o jogo possa dar ao jogador ou ao país.

“Partes da legislação que abordam o aspecto negativo do jogo e tratamento para o jogo responsável, isso aborda aplicação da lei, operadores estejam em conformidade com as regulamentações”.

Além disso ela comentou sobre as responsabilidades do operador: “É importante que os operadores compreendam as regulações de cada país para que possam tomar medidas preventivas.”

Karen ainda comentou sobre achar um ponto de equilíbrio entre operador e regulamentação (para o jogador): “Precisamos achar um ponto de equilíbrio entre o operador ter lucro em suas operações e o jogador ter segurança em suas apostas”.

Karen terminou seu painel explicando sobre o Juega bien (na Colômbia), que é uma iniciativa de jogos orientados para os jogos de sorte e chance de aprender a jogar de forma responsável, divertida e legal na Colômbia.

COMO FUNCIONAM NA PRÁTICA OS MECANISMOS DE CONTROLE DO JOGO E DE PREVENÇÃO À LAVAGEM DE DINHEIRO

Ilana Klein (Diretora Sênior para América Latina na Playtech), iniciou sua palestra explicando sobre o sistema da Playtech, que em casos de alto índice de risco do jogador se tornar um ludopata, perguntas são apresentadas à eles antes do jogo iniciar fazendo com que ele precise passar dessas perguntas antes de jogar.

Painelistas-da-OGS-Apresentam-Situações-de-Outros-Mercados
Ilana Klein explica modelo da Playrech

A diretora da Playtech mostrou a importância de se regulamentar o jogo no país: “Para evitar algo como a lavagem de dinheiro ou evasão de divisas, você precisa ter acesso aos dados, se você tem acesso aos dados, você tem visibilidade e uma vez que haja disponibilidade de dados podemos monitorar, prevenir e proibir que haja esse tipo de prática. Por isso que é importante a regulação. Atuar num país sem regulação, é como atuar com a luz apagada e só acenderemos a luz com a regulamentação.”

OPERAÇÕES ONLINE & LAND BASED: MODELOS DE NEGÓCIOS PARA O BRASIL E ESTUDOS DE VIABILIDADE

Mauro de Fabritiis (Fundador da MDF Partners) “O Brasil tem a oportunidade de regular o jogo após aprender e ver os erros de outros mercados e não cometer os erros cometidos por outros países”.

Painelistas-da-OGS-Apresentam-Situações-de-Outros-Mercados-3
Mauro de Fabritiis explicando sobre o jogo responsável

O fundador da MDF apresentou oportunidades para o Brasil “transformando” as apostas ilegais para legal e citou que segundo informações da Secap, o Brasil poderia lucrar mais de 1,5 bilhão por ano com essa mudança em apostas esportivas.