Sebrae-Rio-cassinos-sao-vistos-como-a-revitalizacao-economica-do-Brasil

O Sebrae Rio vem realizando uma série de palestras em junho deste ano, incluindo o seminário “Check-in Turismo: Mercado e Inovação – a reinvenção do setor de Turismo”, e organizará ainda uma série de palestras, painel de startups, sessões de negócios, lançamento de roteiros e produtos turísticos, oficinas e tours virtuais todos com o objetivo de levar tendências de mercado, conexão e inovações aos empreendedores. 

O foco do projeto do Sebrae Rio é dotar os empresários do setor de conhecimentos para reformular seus negócios, ensinar como mostrar alternativas para seus produtos turísticos e formas de negociação com fornecedores.

No Estado do Rio de Janeiro, existem aproximadamente 70 mil empresas ligadas ao setor de turismo.

Sebrae Rio – os jogos de apostas podem ser uma opção de recuperação

No ano passado, devido à crise da saúde, muitos setores da sociedade foram gravemente afetados, e o turismo é, sem dúvida, um dos setores mais afetados. Portanto, diversas entidades ligadas a este mercado têm buscado alternativas para a recuperação econômica.

À medida que a imunização da população em território nacional avança, é importante ter uma abordagem coordenada para a restauração do setor, melhorando a experiência de viagem do cliente através da adoção de novas tecnologias e da aplicação continuada de procedimentos de saneamento – com o objetivo de tomar passos para restaurar a confiança dos viajantes.

No entanto, as expectativas não são tão otimistas como disse a seguradora de crédito Euler Hermes, é improvável que a indústria do turismo mundial se recupere totalmente antes de 2024.

Mas isso não impede encontrar maneiras de reduzir esse impacto. Alguns políticos veem a reabertura dos cassinos como outra opção para restaurar a indústria do turismo no país.

Prejuízos que precisam ser compensados

O Deputado Federal Nelsi Coguetto Maria, mais conhecido como Vermelho, é um dos defensores dessa medida. De acordo com o deputado, os prejuízos no mercado turístico chegam aos R$ 290 bilhões, e associada a isso ainda há a perda de mais de 400 mil empregos. 

Até o momento, cinco projetos de lei tramitam no Congresso para legalizar o jogo, sendo o mais completo o 442/91, comumente denominado marco regulatório do jogo, que aguarda aprovação do plenário da Câmara de Comércio. 

Porém, as plataformas online de cassinos com bônus grátis já podem atuar no Brasil, desde que tenham uma licença de outro país para operar jogos de azar e possuam sua sede no exterior.

Contudo, a expectativa é que o Brasil possa regulamentar essa prática, tanto online, quanto nos estabelecimentos físicos. “Nós precisamos construir as bases para a retomada do turismo do Brasil e a aprovação do Marco Regulatório será de fundamental importância. O Marco Regulatório defende não apenas a reabertura de cassinos, mas a legalidade de todas as modalidades de jogos, como bingos, jogo do bicho, video-slots e jogos online”, afirma Vermelho.