Após nove meses, cassinos no Peru recebem autorização para reabrir
Foto: Visual Hunt

Depois de nove meses de paralisação das atividades, o governo liberou a retomada dos cassinos no Peru. Recentemente, o presidente Francisco Sagasti disse que o Executivo já contava com um decreto pronto para autorizar a volta das operações.

Violeta Bermúdez, presidente do Conselho de Ministros, revelou que no dia 3 de dezembro, as autoridades do país acertaram todas as medidas referentes a Fase 4 da reativação econômica. Sendo assim, a reabertura dos cassinos no Peru faz parte das novas regras.

“Progressivamente, alguns negócios vão se expandindo, como as empresas que em um bom tempo tinham a expectativa de começar a operar, como cassinos e teatros”, disse Bermúdez.

Como o presidente havia prometido, as autoridades procuraram alavancar negócios que foram obrigados a suspender o seu funcionamento devido da pandemia do novo coronavírus. Lembrando que um período deste ano, o Peru chegou a ser o quinto país com mais casos positivos da doença no planeta.

A etapa 4 da reabertura econômica estava programada inicialmente para o mês de agosto. No entanto, o governo precisou suspender as ações para setembro e, posteriormente, outubro. Mas, apesar da redução dos casos, os cassinos no Peru não receberam autorização legal para reabrir as portas.

Governo deixou de arrecadar mais de US$ 42 milhões com fechamento de cassinos no Peru

A previsão é que os sete primeiros meses da pandemia geraram uma perda de 42 milhões de dólares de arrecadação ao governo peruano com a suspensão da operação dos cassinos, além do prejuízo dos outros segmentos da economia.

Em função disso, o Conselho de Ministros avaliou a retomada de inúmeros negócios e a ampliação de outros que já estão funcionando.

“Ampliamos a capacidade dos restaurantes, sempre levando em consideração a saúde e também a reabertura económica. Isto é um compromisso que hoje apresentamos na política de governo”, afirmou Bermúdez.

Conforme o presidente da Associação de Centros de Turismo e Entretenimento do Peru, Carlos Rojas, mais de 40 mil funcionários poderão retomar aos postos de trabalho prontamente.

“Em termos gerais, o setor gera 87 mil vagas formais diretas. Presumimos que com a retomada mais de 40% dos funcionários se reintegrarão e, gradativamente, o restante”, disse.