Macau 60% de Funcionários de Cassinos Tiraram Licenças sem Salários

This post is also available in: English (Inglês)

A Associação de Funcionários das Empresas de Jogos de Macau informou que cerca de 60% dos trabalhadores de casinos foram forçados a tirar licença sem pagamento no país. A pesquisa reuniu respostas de 611 funcionários de cassinos.

De acordo com o Macau Daily Times, a experiência do trabalhador é um fator importante: quanto maior for o tempo de trabalho do trabalhador, maior será a probabilidade de ele ser colocado em licença sem remuneração. Apesar dos funcionários dispensados ​​se sentirem preocupados, a pesquisa diz que apenas 8% pensa em mudar para outro setor.

A Associação de Jogos de Macau ofereceu várias alternativas para ajudar os trabalhadores: o governo poderia regulamentar as férias sem vencimento, medidas poderiam ser implementadas visando uma recuperação económica, os trabalhadores poderiam receber formação adicional e a quota de emprego estrangeiro deveria ser ajustada para proteger os funcionários locais.

Macau continua a sofrer os efeitos da pandemia do novo coronavírus em curso, apesar de uma ligeira recuperação apresentada pela indústria. A receita bruta do jogo (GGR) de Macau diminuiu 90% em setembro, mas aumentou 229% em relação ao mês anterior em outubro.

O Programa de Visitas Individuais foi retomado em meados de setembro e ajudou a impulsionar a economia local. No entanto, o governo do país já espera que a entrada de turistas em 2020 registre uma queda de 90%.

Efeitos do coronavírus em Macau

O fato é que Macau foi um dos primeiros territórios a ser afetado pela pandemia, tendo registrado 46 casos positivos para COVID-19. Felizmente, o local não possui nenhum caso ativo no momento e não contabilizou nenhum falecimento desde o começo da crise sanitária.

No entanto, a situação a nível mundial é bem mais complexa com 50 milhões de casos notificados. Até agora, aproximadamente 33 milhões de pacientes já se recuperaram da doença, enquanto a quantidade de vítimas fatais já ultrapassou a marca de 1,2 milhões.

This post is also available in: English (Inglês)