Senador Kajuru afirma que Paquetá será chamado para depor na CPI das Apostas
Foto: Foto: Divulgação/West Ham

O senador Jorge Kajuru (PSB-GO), presidente da CPI da Manipulação de Jogos e Apostas Esportivas, afirmou que o jogador Lucas Paquetá, acusado pela Federação Inglesa de tomar cartões amarelos propositalmente para favorecer apostas de amigos, será chamado para prestar esclarecimentos no Senado Federal.

“Vai sim, está caminhando para isso”, disse Kajuru em entrevista ao Globo.

Nesta semana, a CPI das Apostas recebeu nomes relevantes do futebol brasileiro. Assim, a presidente do Palmeiras, Leila Pereira, prestou depoimento na última quarta-feira (5), fazendo duras críticas a John Textor, dono do Botafogo.

“Não posso deixar um estrangeiro vir aqui e desqualificar um título muito importante do Palmeiras. Minhas observações são sobre a atitude de John Textor, não do Botafogo. Ou seja, as atitudes dele são um grande mal para o futebol brasileiro”, afirmou.

Nesta quinta-feira (6), Wilson Luiz Seneme, presidente da Comissão de Arbitragem da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), falou no Senado. Conforme ele, as alegações de Textor sobre manipulação de resultados, são totalmente infundadas.

Caso de Lucas Paquetá no futebol inglês

Paquetá é investigado pelo órgão máximo do futebol inglês. Isso porque ele é acusado de tomar cartão amarelo em partidas contra o Leicester, em 2022, e contra Aston Villa, Leeds United e Bournemouth, em 2023.

Estima-se que cerca de 60 pessoas tenham apostado que o jogador do West Ham seria advertido pelo juiz em um ou mais desses jogos. Todas as apostas teriam sido feitas a partir da Ilha de Paquetá, no Rio de Janeiro, onde o meia nasceu.

Os ganhos combinados dessas apostas totalizaram £100.000. A Betway, principal patrocinadora do West Ham, foi a primeira a identificar padrões suspeitos de apostas, levando à investigação.

O jogador sempre alegou inocência e negou ter realizado qualquer ato irregular. Atualmente, ele se prepara para disputar a Copa América com a seleção brasileira. Em entrevista coletiva recente, Paquetá se manifestou pela primeira vez sobre o caso.

“Vai ser a primeira e única vez que vou falar. Fui aconselhado pelos meus advogados a não fazer comentários sobre o caso. Continuo fazendo o possível e cooperando com as investigações, vamos fazer o máximo para esclarecer tudo”.

Jogador pode ser banido do futebol

A Federação Inglesa de Futebol (FA) sugere uma punição severa, podendo até resultar em um banimento permanente do esporte. Pois casos anteriores de manipulação de resultados registraram punições exemplares.

O zagueiro Kynan Isaac, do Stratford Town, foi suspenso por dez anos por apostar em si mesmo para ser advertido. Já Bradley Wood, do Lincoln City, foi banido por seis anos por receber deliberadamente cartões amarelos em dois jogos da FA Cup.