Apostas esportivas no Brasil
Imagem: Shutterstock

O mercado de apostas esportivas no Brasil está em ascensão, atraindo gigantes como DraftKings e MGM Resorts International, interessadas em explorar o potencial do país após a aprovação de nova legislação para o setor.

Atualmente, o Brasil figura entre os dez maiores mercados globais para apostas esportivas, ao lado de países como Espanha e Holanda. Assim, o boom do setor tem chamado a atenção de empresas renomadas.

DraftKings e MGM entre as interessadas em licenças brasileiras

A DraftKings, conhecida por seus jogos de fantasia online, é uma das mais de 130 empresas que manifestaram interesse em obter licenças para operar no Brasil.

De acordo com informações do Ministério da Fazenda, além dela, empresas como a MGM e a Hard Rock International também pretendem entrar no mercado brasileiro.

Em comunicado por e-mail, Griffin Finan, vice-presidente sênior e advogado-geral adjunto da DraftKings, expressou entusiasmo com a aprovação da legislação de jogos online no Brasil.

Mas enquanto as grandes marcas se preparam para entrar no mercado brasileiro, empresas menores enfrentam desafios devido à alta taxa de licenciamento da nova legislação. Essa taxa pode chegar a R$ 30 milhões, além de um imposto de 12% sobre as receitas brutas de jogos. 

Para Darwin Henrique, CEO da Esportes da Sorte, muitas empresas sérias podem não conseguir arcar com esses custos.

Brasil é um mercado atraente para apostas esportivas

O Brasil tem se destacado como um mercado atraente para ligas esportivas estrangeiras, com o número de brasileiros interessados na NFL quadruplicando nos últimos dez anos.

Além disso, o país sediará em breve sua primeira partida da NFL, em São Paulo, evidenciando o potencial de crescimento do mercado de apostas esportivas no país.

Com a formalização do mercado de apostas esportivas no Brasil, empresas multinacionais têm a oportunidade de explorar melhor o sistema. A chegada dessas gigantes globais pode impulsionar a consolidação do setor. 

Mas apesar de todas as dificuldades, empresas locais afirmam que estão preparadas para competir. O conhecimento do mercado brasileiro e as particularidades dos apostadores locais podem fazer a diferença entre os grandes.

Antes mesmo da regulamentação, plataformas globais de apostas esportivas já tinham sido atraídas para o mercado brasileiro, como Bet365, SportingBet LTD da Entain e Betfair.

A regulamentação foi aprovada no Congresso Nacional em dezembro do ano passado.