Jogo responsável é motivo de atenção das empresas de apostas esportivas

Os sites de apostas esportivas tiveram uma grande popularização nos últimos anos no Brasil. Cada vez mais presentes em anúncios na mídia tradicional, online e em patrocínios que vão de camisas de times de futebol a shows musicais, o segmento chamou também a atenção do governo.

Foi sancionada no início do ano a lei 14.790/23 que regulamenta as apostas esportivas online. Empresas e apostadores serão tributados e foram definidas regras para a exploração do serviço e a partilha da arrecadação, entre outros pontos.

Apostas esportivas dão lucro mas ainda geram muita preocupação

Portanto, existe toda uma indústria em torno das apostas online, gerando empregos, renda e agora receita para o Estado. Entretanto, há também toda uma preocupação da sociedade para que uma experiência criada para ser lúdica para os usuários aconteça de forma responsável. 

As próprias empresas do segmento fazem coro para o movimento do jogo responsável. É o caso da PayBrokers, empresa especializada em soluções de pagamento para o mercado regulado de apostas esportivas e iGaming. 

Líder no mercado brasileiro de meios de pagamento, tem priorizado a criação de um ambiente seguro para os jogadores, principalmente com medidas de prevenção de fraudes e práticas socialmente responsáveis.

Mas uma preocupação crescente é a promoção do jogo responsável, incentivando a prática como forma de entretenimento e reduzindo os riscos associados.

“É essencial implementarmos ações que garantam que os jogos sejam praticados de forma segura, rastreável e controlada”, diz Edson Lenzi, CEO da PayBrokers.

“A nossa empresa tem o compromisso de fornecer informações claras aos usuários, auxiliando-os a tomar decisões conscientes e evitando problemas relacionados ao vício e a perdas financeiras excessivas”.

Portanto, a PayBrokers disponibiliza ferramentas de autoexclusão aos operadores, permitindo que os usuários se afastem temporária ou permanentemente de atividades de jogos em caso de identificação de problemas de autocontrole. 

Assim, é possível, também, estabelecer limites de depósitos e apostas, garantindo que os jogadores não ultrapassem suas capacidades financeiras.

Em 2023, o diretor jurídico da PayBrokers, Ricardo Feijó, lançou o livro “Guia Completo do Jogo Responsável”.

Como uma referência no tema, Feijó orienta os jogadores com informações claras e incentiva decisões conscientes, com a intenção de prevenir o vício e perdas financeiras excessivas. A obra busca contribuir para o debate sobre o tema.

Sobre a PayBrokers

O Grupo PayBrokers é um conglomerado composto por uma instituição financeira, uma instituição de pagamentos e uma facilitadora de pagamentos internacionais.

A empresa fornece um ecossistema financeiro completo para empresas nacionais e internacionais de diversos segmentos. 

Portanto, com foco em políticas robustas de compliance, bem como ferramentas de controle de risco, antifraude e antilavagem de dinheiro, o grupo fornece: 

  • Rapidez nas transações
  • Infraestrutura altamente estável
  • Serviços financeiros com foco no crescimento de seus clientes 
  • Constante inovação para impulsionar o crescimento de seus parceiros no Brasil.