Federacoes-do-Nordeste-se-unem-para-combater-manipulacao-de-resultados-no-futebol.
Foto: Rafael Ribeiro/ CBF

As nove federações de futebol do Nordeste uniram forças com a Sportradar em um esforço inédito para combater a manipulação de resultados no esporte.

Em colaboração com a empresa especializada em soluções tecnológicas para a integridade esportiva, foi estabelecido um acordo visando a implementação de um sistema preventivo.

Enquanto essa iniciativa pretende criar uma plataforma educacional online exclusiva para os clubes da região.

Treinamentos virtuais para as Federações do Nordeste

As federações já possuem a plataforma disponível, cabendo a elas a responsabilidade de encaminhá-la aos clubes afiliados.

Nesse ambiente virtual, jogadores e comissões técnicas, tanto do futebol de base quanto do profissional, terão acesso a vídeos e treinamentos abordando temas cruciais, tais como:

  • Conceitos fundamentais sobre manipulação de resultados;
  • Funcionamento do mercado de apostas;
  • Relações com o crime organizado;
  • Estratégias utilizadas por manipuladores;
  • Normas vigentes no Brasil e na Fifa referentes a apostas;
  • Consequências para aqueles que cometem irregularidades.

Além disso, as federações terão a capacidade de monitorar o desempenho dos clubes, verificando o progresso dos jogadores na plataforma.

Isso inclui a habilidade de identificar quem está dedicando tempo aos conteúdos disponíveis. Assim, o conteúdo educacional em vídeo possui aproximadamente 25 minutos de duração.

Ao final dos treinamentos, os jogadores são submetidos a um questionário, recebendo posteriormente um certificado de participação.

Vale ressaltar que envolvimento em atividades relacionadas à manipulação de resultados não acarreta apenas punições esportivas, mas também implica na formação de um histórico criminal para o atleta, sujeitando-o a ameaças e chantagens.

Feijó, especialista no assunto, destacou a importância dessa iniciativa.

“Se um jogador de alto nível, de Série A, foi convencido a isso (manipular), imagina descendo o nível, para atletas da Copinha, que não recebem salário e têm poucas chances de virarem profissionais?”

“Quanto mais descermos na pirâmide, mais eles são suscetíveis. Quem aceita está quebrando um princípio fundamental do jogo”, acrescentou.

Sobre o relatório de integridade da Sportradar

É crucial destacar que, segundo o relatório anual de integridade da Sportradar, o Brasil encerrou o ano passado como o país com o maior número de jogos suspeitos de manipulação de resultados em todo o mundo.

Esse projeto inovador busca reverter esse cenário e fortalecer a integridade do futebol brasileiro, com o apoio da Sportradar, reconhecida por colaborar com entidades como CBF, Uefa e Fifa.