Apostas esportivas: EUA aumentam em 400% os gastos com anúncios do setor
Foto: FreePik

A Disqo anunciou um estudo que indicou que os gastos dos EUA com propaganda no setor de apostas esportivas devem superar a marca de US$ 2 bilhões neste ano, alcançando um aumento de 8% em relação ao ano anterior.

Antes de 2018, Nevada era o único estado dos EUA que contava com apostas esportivas legais, entretanto, uma decisão da Suprema Corte permitiu aos estados individuais o direito de decidir se deveria ser legalizado. Hoje em dia, a prática é legalizada em 37 estados.

“Embora ninguém saiba realmente como as pressões regulatórias e competitivas afetarão o setor em três a cinco anos, está claro que as apostas esportivas vieram para ficar e continuarão a crescer agressivamente”, afirmou Patrick Egan, diretor de pesquisa e insights da Disqo.

Conforme a pesquisa, as casas de apostas como BetMGM, DraftKings e FanDuel estão buscando novas formas de firmar negócios com jogadores existentes, além de atrair apostadores iniciantes. É esperado que 32 milhões de americanos adultos realizem uma aposta online até 2025, o que corresponde um aumento de 39% em relação a 2022.

Apesar de ser legalizado, o público dos Estados Unidos parece ter sentimentos negativos em relação à publicidade de jogos de apostas. De acordo com a Disqo, aproximadamente 40% dos entrevistados acham que as ligas esportivas dos Estados Unidos podem prejudicar sua reputação ao fazer parceria com marcas de jogos, enquanto outros 30% acreditam que famosos, influenciadores e redes de TV correm o risco de fazer o mesmo.

Apostas esportivas nos EUA estão muito associadas ao NFL

As apostas esportivas no país estão muito vinculadas a liga de futebol americano (NFL), acumulando 80% dos gastos anuais com anúncios de TV das marcas de jogos alocados para a competição. Ao longo da última temporada na NFL, as casas de apostas representaram 5% de todas as impressões de anúncios de TV nas primeiras semanas do torneio.