DraftKings fecha acordo de apostas de luta entre Mike Tyson e Roy Jones

A DraftKings fechou um acordo para ser parceira oficial de apostas esportivas da luta de boxe entre Mike Tyson e Roy Jones Jr. O confronto, marcado para 28 de novembro, está sujeito as restrições de cada estado americano para o mercado de apostas.  

“Os espectadores desta luta estarão na vanguarda com um evento diferenciado e com cliente em primeiro lugar, que coloca dois talentos do boxe um contra o outro, ao mesmo tempo que integra a marca DraftKings e dados de apostas exclusivas para uma experiência perfeita de segunda tela”, disse Ezra Kucharz, diretor de negócios da DraftKings.

Kucharz acrescentou: “A tecnologia de apostas esportivas evoluiu exponencialmente desde que Mike Tyson ou Roy Jones Jr. foram coroados campeões mundiais, então ver essas lendas agora se chocarem com esta era inovadora de nossa indústria é algo especial”.

Marca da DraftKings alcançará visibilidade mundial durante evento

A marca da empresa terá destaque durante todo o dia de evento nas entrevistas, pesagem e no próprio ringue, ampliando a visibilidade. Conforme o acordo, o serviço de apostas também poderá desenvolver uma atração original: “DraftKings Tale of the Bet”, a fim de registrar as probabilidades de apostas e ofertas exclusivas do segmento.

“Não poderíamos estar mais felizes de ter DraftKings como parceiro de aposta para a luta Tyson x Jones Jr. Este é um evento épico de que todos nos lembraremos, e é emocionante ter o poder e a escala da DraftKings, permitindo que os espectadores participem de uma forma significativa”, disse Ryan Kavanaugh, produtor do evento.

O embate entre o ex-campeão mundial dos pesos pesados e o antigo dono do cinturão de quatro divisões terá um vencedor a partir das regras de luta profissionais. Ou seja, o nocaute também pode ser considerado para uma vitória.

“A Triller está emocionada por ter DraftKings como o parceiro oficial de apostas no retorno de Tyson. Com os fãs animados para participar desse confronto memorável, sabíamos que precisávamos de um facilitador oficial. A integração que planejamos com eles é nada menos que incrível”, concluiu Bonin Bough, diretor da Triller.