Times e CBF Formalizam Acordos de Transmissão e Streaming for Betting das Séries A e B do Brasileirão
Foto: Twitter Atletico

This post is also available in: English (Inglês)

Os 40 times que integram as Séries A e B do Brasileirão e a CBF finalizaram o processo de comercialização dos direitos para o exterior de exibição e streaming for betting das edições 2020, 2021, 2022 e 2023 do Brasileirão de ambas as divisões.

O acordo com a Global Sports Rights Management (GSRM) se refere aos direitos para TV aberta, TV fechada, Pay Per View, internet e OTT/streaming dos jogos para o exterior.

Enquanto o Zeus Sports Marketing/Stats Perform adquiriu os direitos de streaming for betting. Iniciada em 2019, a negociação envolveu a entidade máxima do futebol no país e todos os times.

“Esses contratos são a celebração da união da CBF e dos 40 clubes das Séries A e B em torno de um projeto que representa um desejo muito antigo do futebol nacional que agora se concretiza. É um passo fundamental para a internacionalização do Campeonato Brasileiro”, declarou o presidente da CBF, Rogério Caboclo.

Caboclo acrescentou: “foi uma decisão construída coletivamente, a partir de um trabalho técnico minucioso e de alta qualidade. Mesmo no momento difícil que vive o esporte mundial, o campeonato mais equilibrado do mundo tem todas as condições de ganhar mercado”.

Com o aval de todos os envolvidos, a opção pelas duas companhias foi oficializada a partir de uma votação exclusiva dos times no dia 17 de abril. Isso porque a Confederação Brasileira de Futebol resolveu se abster de qualquer tipo de ganho econômico.

Escolha dos parceiros internacionais do Brasileirão

A escolha dos dois novos parceiros para internacionalizar o Brasileiro se baseou na análise do estilo de negócio de cada um dos interessados, em relação as maneiras apresentadas de distribuição das competições, experiência em trabalhos desse tipo, sistema de compensação para as equipes e inovação tecnológica.

Os estilos de negócios escolhidos contarão com pagamento de valor mínimo. De acordo com a nota oficial da CBF, “os negócios selecionados contemplarão pagamento de garantia mínima e, em relação aos direitos internacionais de transmissão, divisão de receita por performance de vendas”.

Além disso, as empresas vencedoras terão de investir em branding, ativação no cenário internacional e combater o mercado de pirataria. Outro ponto é que os clubes do Brasileirão contarão com uma gestão compartilhada das estratégias aplicadas no mercado com auditoria e demonstração dos resultados conquistados.

Sobre a Global Sports Rights Management

O trabalho da empresa será voltado a aumentar a visibilidade e interesse de fãs de futebol ao redor do mundo pelos torneios nacionais. Além disso, a GSRM desenvolverá uma plataforma de streaming (OTT) para transmitir todos jogos das Séries A e B com planos de assinaturas mensais a nível global.

“O principal foco de nosso trabalho é ampliar a visibilidade dos campeonatos brasileiros das Séries A e B no Exterior e levá-lo a um nível mais alto de exposição internacional. Hoje já há um grande interesse, não atendido, pelo futebol do Brasil em mercados da Ásia, da América Latina, da América do Norte e da Europa”, explicou Hernan Donnari, CEO da GSRM.

“O Brasileirão da Série A é uma das dez principais competições do mundo e o país é o exportador número um de jogadores no planeta. A isso se somam ainda sua moderna estrutura de estádios e a altíssima qualidade de sua produção audiovisual, o que faz do Campeonato Brasileiro um produto imperdível”, completou.

Sobre o consórcio Zeus Sports Marketing e Stats Perform

A Stats Perform, empresa líder em tecnologia de dados, foi selecionada para um acordo de quatro anos. O intuito é oferecer experiências de alto nível no setor de apostas, envolvendo provedores, operadores e apostadores.

“Estamos muito satisfeitos por termos sido escolhidos e pela confiança da CBF e dos clubes para oferecer experiências de apostas de alta qualidade. O Brasil produz o maior número de jogadores de futebol profissionais em todo o mundo e é emocionante estar envolvido neste momento. Estamos ansiosos para trabalhar com os campeonatos neste início de temporada”, comentou Alex Rice, Diretor de Direitos da Stats Perform.

Sendo assim, as informações de apostas das duas principais divisões do Brasileirão integram a oferta de conteúdo da Stats Perform. Esses dados são usados para proporcionar experiências virtuais, moveis e em locais de apostas de varejo.

“A ZSM está satisfeita por ter construído este acordo comercial que garante que o futebol brasileiro retorne à arena de apostas e dados. Estamos ansiosos para servir o Stats Perform, a CBF e todos os 40 clubes das duas principais divisões para trazer este conteúdo de futebol de alto nível para serviços em todo o mundo”, disse Josh Burack, sócio e diretor administrativo da Zeus Sports Marketing Asia Pacific.

This post is also available in: English (Inglês)