Em 1º de janeiro deste ano, a Suécia introduziu um sistema de licenciamento com a possibilidade de as empresas de jogos obterem uma licença por até cinco anos. A LeoVegas foi uma das primeiras a ter sua licença aprovada, no entanto, apenas para uma licença de dois anos.

Leo Vegas consegue autorização

A decisão de conceder uma licença de jogo de dois anos foi reconsiderada, com o resultado de que a licença de jogo LeoVegas foi estendida para cinco anos.

“É ótimo e correto que estendemos nossa licença para cinco anos. Após nossos esforços de conformidade e experiência de outros mercados regulamentados, a decisão do Tribunal Administrativo é uma afirmação de que conduzimos uma operação profissional e responsável”, comentou Gustaf Hagman, CEO do grupo.

O representante do LeoVegas ainda complementou: “A licença estendida nos dá confiança no sistema de licenciamento e no mercado sueco, onde continuamos a conquistar participação de mercado. Vemos que vários players menores já deixaram o mercado sueco e, ao mesmo tempo, o marketing diminuiu desde a virada do ano”.

O mercado regulamentado na Suécia

Em 1 de janeiro de 2019, a Suécia introduziu um sistema de licenças para jogos. O sistema de licenças envolve um mercado regulamentado localmente, onde somente as empresas com licença podem oferecer jogos no mercado sueco.

A lei sueca de jogos visa garantir que as atividades de jogo sejam conduzidas de maneira saudável e segura, incluindo alta proteção ao consumidor, foco no jogo responsável e prevenção de atividades criminosas. Isso também implica que os operadores de jogos paguem impostos com base em suas receitas. Na Suécia, o imposto é de 18% da receita.

Durante os primeiros seis meses, a indústria de jogos pagou 1,84 bilhão de SEK ao tesouro do governo na forma de impostos sobre jogos. Esse é o novo dinheiro dos impostos adicionado ao tesouro, que não foi recebido anteriormente.