Manipulação de Resultados no Tênis Resulta em Sete Prisões na França

O Esquema Contava com Centenas de Funcionários.

Publicado em
 
Manipulação de Resultados no Tênis Resulta em Sete Prisões na França
Long Island Tennis Magazine

Uma investigação que está em andamento há mais de um ano já havia descoberto casos de manipulação de resultados, mas agora houve novos avanços no caso que mostraram problemas na integridade do jogo.

Como resultado, mais sete jogadores foram presos por seu relacionamento com um especialista em competições esportivas.

De acordo com a jornal francês L’Equipe, sete jogadores franceses foram detidos pela polícia na França na semana passada por suspeita de ter jogado partidas.

Sua conduta teria ocorrido a pedido de um indivíduo conhecido como “O Maestro”, que é considerado um especialista em manipular jogos.

O Maestro é, na vida real, Grigo Sargsyan, um cidadão armênio que foi preso na Bélgica em junho passado, segundo as autoridades.

Ele ainda está sob custódia e deve ser cobrado por organizar um sindicato internacional de apostas que convenceu tenistas em níveis mais baixos a jogar suas partidas.

Os sete jogadores detidos agora elevam o total na França para 17. Os últimos suspeitos não foram identificados, mas cinco deles, de acordo com a polícia local, já admitiram seus papéis nas atividades ilegais.

Um reconheceu ter manipulado mais de 20 jogos, pelos quais ele ganhou cerca de US$ 34.000. Até o momento, 137 supostos jogadores de mais de seis países estão envolvidos.

A atividade chegou em todo o mundo, incluindo os EUA, e o FBI está agora envolvido na investigação.

Toda a comunicação de manipulação de resultados foi tratada através de mensagens criptografadas e os jogadores receberam entre US$ 570 e US$ 3.400.

O Maestro tinha centenas de funcionários que apostavam em pequenas apostas para evitar os “cães de guarda” do jogo.

No ano passado, o Painel de Revisão Independente da Unidade de Integridade de Tênis afirmou que o tênis estava “envolvido em um tsunami de corrupção” nos níveis mais baixos.

Este foi, de acordo com o relatório, devido aos pools de prêmios mais baixos oferecidos pelos jogos nos circuitos de futuros.

De todos os jogadores identificados que foram capturados até agora, o ranking mais alto foi Jerome Inzerillo. Em 2012, estava em 354, no entanto, ele negou qualquer envolvimento e afirma que nunca jogou uma partida.

O Maestro ainda está sob custódia, enfrentando acusações de crime organizado, lavagem de dinheiro, falsificação e manipulação de resultados.